La Pacata na Estrada

Coluna de Viagem

Semana 1

 

Partindo de Guarulhos, La Pacata iniciou seu trajeto de viagem Internacional percorrendo mais duas cidades para carregar parceiros e equipamentos: São Paulo e Santo André. Já de cara, um desafio: acomodar delicados (e caros!) materiais de vídeo e edição adquiridos em parceria com a produtora JS Filmes e a loja World View, por meio da figura querida do Abdallah; materiais de espetáculo e de oficinas do coletivo Los Del Banco; inúmeras doações de livros e revistas do querido Paulo Rafael e exemplares do Le Monde Diplomatique para distribuição no percurso. Fora as bagagens pessoais do sete integrantes da tripulação! Dez metros de ônibus ficaram pequenos pensando que ainda precisava sobrar uma casa para se morar e conviver. 

Depois de muita correria e montagens de quebra-cabeças, La Pacata fez uma passagem relâmpago por Sorocaba, onde foi recebida pelos parceiros do Grupo Teatral Nativos Terra Rasgada e montou breve acampamento no Parque dos Espanhóis, para apresentação do espetáculo "Era Urso?" e descanso para a etapa 2 de viagem, rumo à Londrina. 

Esse primeiro aprendizado permitiu ao grupo entender melhor o tempo do ônibus na estrada e a dinâmica da viagem, para poder pensar os passos dali para frente. E foi com esse objetivo que estivemos o restante da semana em Londrina, estacionados na ocupação cultural do MARL - Movimento dos Artistas de Rua de Londrina. Além de poder trocar culturalmente com os parceiros, realizamos ações em conjunto, apresentações e oficinas tocadas pelo pessoal dos Los Del Banco. Já a trupe La Pacata correu paralelamente para resolver as questões do ônibus que ficaram pendentes em São Paulo. Deixando o busão e percorrendo a cidade de bicicleta, recorremos ao bom e velho boca a boca para encontrar os serviços e produtos de que precisávamos. Estamos agora trocando o banco do motorista, que passa pela sua quarta versão. Logo mais, vamos inverter as molas e trocar as correias, além de lavar e engraixar o ônibus por baixo. Seguimos também no registro audiovisual e publicações ao vivo e editadas de toda essa experiência. O trabalho não pára! Evoé!

 

Próxima parada: Campo Grande/Mato Grosso do Sul. 

La Pacata na Estrada

Coluna de viagem

 

Semana 2

 

A segunda semana da circulação começou com um desafio: percorrer 800 km de estrada, indo de Londrina/PR a Campo Grande/MS, até agora o maior trecho da viagem. Foi uma exigência física e também emocional grande, na esperança de que o nosso 1113 - o "fusquinha dos ônibus" - desse conta e que nossa casa dentro dele chegasse inteira! Voltamos a passar por São Paulo no trajeto, realizando uma parada prevista em Presidente Prudente.

Nossa breve parada foi no já conhecido espaço do Galpão Cultural da Lua, ocupação artística em resistência e homenagem à Lua Barbosa, atriz assassinada em uma blitz policial em 2014. No espaço fomos acolhidos por representantes dos coletivos ocupantes, que nos receberam com um delicioso e saudável almoço - lasanha e frango (feitos com alimentos orgânicos provenientes do MST), trazidos pelo camarada João de Deus. Tivemos também uma aula de facas, com o Tiago, integrante do Grupo Rosa dos Ventos, e uma excelente prosa sobre a atuação cultural na região. 

Partimos de estômago e coração alimentados, rumo enfim a Mato Grosso do Sul. Mas no trajeto, um susto: ficamos sem diesel e sem saber ao certo se fruto de uma 'bica' do posto ou de um erro de cálculo nosso - um dos detalhes do nosso querido ônibus de 1976 é o não funcionamento de sua bóia de combustível... Com uma grande ajuda de funcionários da rodovia, conseguimos carona para comprar mais combustível e fizemos valer os conhecimentos adquiridos com o nosso querido mecânico "Tio Careca", lá em São Paulo, na hora de reabastecer. 

Seguindo viagem, chegamos enfim no início da manhã (depois de uma pausa para descansar no caminho, porque ninguém é de ferro!) ao espaço do Grupo Teatral Imaginário Maracangalha, outros queridos parceiros de outros corres. Mais uma estadia e trocas queridas realizadas, partimos para a segunda cidade do estado, Jardim, onde ficamos estacionados em frente a um hotel, em parceria com o Instituto Federal de Mato Grosso do Sul - e olha que até o prefeito foi assistir o espetáculo do Los Del Banco. 

Em Jardim, o segundo susto: nosso freio deu problema. Conseguimos o contato de um mecânico da cidade, que reclamou do serviço previamente feito (e muito bem pago...) em São Paulo. Resolveu a situação com uma medida provisória para que continuássemos viagem o suficiente para resolver de vez o problema. 

Chegamos por fim a Dourados, onde ainda estamos. Aqui conhecemos dois espaços culturais: o Sucata Cultural e o Casulo, ambos iniciativas de grupos e artistas com muita vontade de fazer arte. Enquanto acontecem as apresentações e oficinas, realizamos as outras ações culturais previstas na circulação: distribuição gratuita dos jornais Le Monde Diplomatique, fruto de outra parceria importante, e sebo de livros de diversos assuntos, pra gente tentar levantar mais um 'poisé' pra viagem. 

É preciso ressaltar um detalhe: aqui em Dourados estacionamos bem embaixo de uma magueira. A linda árvore que nos dá sombra para poder dormir até mais tarde também alimenta nosso imaginário, simbolicamente abençoando nossa passagem por lá depois de tanto termos estudado a obra de Paulo Freire por meio do Coletivo Los Reguluz e do nosso mestre Paulo Rafael. As ideias freireanas que pregam uma educação emancipatória se diziam mais potentes quando do aprendizado assim, no quintal, debaixo de um pé de árvore.

E seguimos por aqui, em busca de um mecânico para resolver nossos quesitos técnicos antes de partir novamente. Aliás, quem souber de um por aí...

Próxima parada: Ivinhema/MS. 

 

Área de anexos

ResponderEncaminhar

Título 5

Onibus Cultural

La Pacata 

Todo material deste site é fruto de pesquisa e colaboração de pesquisadores culturais.

  • Facebook Clean Grey

© 2016 Cultura Latino-Americana. Orgulhosamente criado por - Jara Arrais